quarta-feira, 2 de maio de 2012

8º Capitulo - A verdade



- MIAAAAAAAA!!!!! – os gritos da minha pequenina fizeram-se ouvir pela casa inteira e saltou de imediato para o meu colo abraçando-me – Gosto muito de ti Mia!!! – enchi-lhe a cara de beijinhos, estava com muitas saudades dela

- Também tive muitas saudades tuas Lottie – ela era a coisa mais fofa do mundo. Era a criança mais linda do mundo – como é que está a minha menina favorita? Tens portado bem e não tens feito a cabeça da tua mana num inferno?

- Estou bem e sou um anjo! – respondeu-me com aquele sorriso lindo – olha olha! – ao mesmo tempo que apontava para as orelhas e reparei nuns brincos – foi o Zayn que me deu! – ela aproximou-se de mim – Gosto dele… - disse sussurrando – faz a Nicole rir! – as crianças conseguiam ser extraordinárias e tinham o dom da verdade

- Ai gostas? – disse fingindo que amuava – e de mim já não gostas? Olha que me vou embora novamente…

- Não! Eu gosto também de ti. Gosto mais de ti…

- Acho muito bem!  

- O que é que essa pirralha está para aí inventar? – resmungou chateada a Nicole – vou-te buscar para estares com a Mia e é assim que me agradeces? Já não me ligas nenhuma?

- Mana eu gosto de todos mas tenho saudades da Mia.

- Então se gostas de todos vais fazer um grande favor á mana. Vais com o Zayn ali á cozinha enquanto eu falo com a Mia durante uns segundos, pode ser? – a Lottie saiu do meu colo e deu a mão ao Zayn e foram para a cozinha – já vi as revistas! – disse ela sem rodeios – como é que estás?

- Vou sobreviver!

- O Zayn já falou com os rapazes e eles disseram que já trataram do assunto e que já está tudo bem – um enorme alivio saiu de cima de mim. Finalmente já estava tudo acabado

- Ainda bem. Não quero ter jornalistas nem fãs á minha porta por causa desta notícia descabida.

- O que te está a acontecer já aconteceu comigo há algum tempo atrás. Ao início é complicado mas depois acabam por te deixar em paz. Não te preocupes… - apenas sorri e fomos ter com o Zayn e a Lottie á cozinha. Era mesmo daquela menina que precisava para alegrar a minha vida.

***

Estava no jardim a brincar com a Lottie quando apareceram os rapazes. Assim que a Lottie viu o Harry correu logo na direção dele. Ele pegou-a ao colo e ficou a brincar com ela. Tinham sido atitudes como aquela que me fizeram apaixonar por ele.

- Já não sou tua namorada? – perguntei na brincadeira ao Louis

- Oficialmente já não és minha namorada! – respondeu ele – já está tudo tratado, amanhã já toda a gente sabe.

- Mesmo assim tens de ter cuidado Mia – informou o Liam – devem continuar a aparecer alguns fotógrafos aqui em casa e para onde fores. Os rumores foram dissipados mas ainda assim os paparazzi não ficam satisfeitos.

- E eu a pensar que vinha para Londres para ter uma vida pacata e sem confusões…afinal fui-me meter no mundo de famosos. Até a minha mãe que está do outro lado do mundo sabe!!

- E como é que ela reagiu? – o facto de ser o Harry a perguntar-me aquilo não me surpreendeu-me. Ele devia querer saber se a minha mãe o tinha reconhecido

- Quer apenas que tenha cuidado e para não me iludir com rapazes de bandas pois são muito mulherengos…

- Não somos nada! – defendeu-se o Niall – somos todos bons rapazes!

- Pois Niall, mas se me fizeram algum mal o meu pai apanha o primeiro avião e são literalmente homens mortos!

- No que depender de mim isso não vai acontecer! – a voz do Louis soou ao meu ouvido o que me fez arrepiar. Tinha de descobrir o que realmente se passava entre nós. Depois de alguma conversa e de muita brincadeira fomos para dentro.

- Mia! – a mão do Harry tinha agarrado o meu braço e não me deixava prosseguir caminho. Como é que depois de tudo o toque dele ainda me conseguia provocar aquele formigueiro por todo o corpo? – o que é que a tua mãe disse de mim? – olhei para ele e não consegui mentir

- Perguntou se estava bem…se precisava de voltar para São Francisco! – disse vagamente não o encarando

- E o que lhe respondeste? – ele fez-me olhar para ele levantando a minha cabeça, sentia a minha voz a querer falhar

- Disse que ia ficar bem – a minha voz estava completamente alterada – e que há mais rapazes em Londres e em todo mundo. Vou seguir em frente doa a quem doer! – a mão dele deixou de fazer pressão sobre o meu braço lentamente e assim que deixei de sentir qualquer força por parte dele virei costas e segui em frente.

***

Estava sentada no sofá da sala com um copo com chocolate quente na mão a olhar para a televisão apagada. Havia tanta coisa a passar-se á minha volta e tanta coisa a mudar que já nem sabia o que fazer. Inevitavelmente o Harry não saia da minha cabeça. Porque é que amamos? Era esta a pergunta que mais parava nas minhas reflexões

- Mia! – era a Nicole a aproximar-se de mim. Olhei para ela e reparei que vinha com uma cara bastante séria. Já sabia que vinha dali uma conversa longa e séria – o que se passa? – concentrei-me no copo que tinha na mão à espera que a conversa não se alongasse mas ela não desistiu – Mia, tu és uma das pessoas mais importantes na minha vida. Quando me disseste que te ias embora só pensei que estavas a gozar comigo e que no dia em que fosses vinhas ter comigo e me dizias que era tudo uma brincadeira. Mas não, infelizmente. Nunca deixamos de falar e podias estar do outro lado do oceano com outro fuso horário que eu sabia sempre, mas sempre, quando estavas bem ou quando estavas mal. – ela fez uma pausa e olhei para ela à espera que ela continuasse

- Que queres dizer com isso? – não queria falar no assunto, ainda não estava preparada.

- Que não estás bem! – bebi mais um gole do meu chocolate e deixei o meu olhar andar no vazio – Não vale a pena dizeres o contrário porque eu conheço-te muito bem. A forma como falas, como ris, como olhas, nota-se que não estás bem. – fez outra pausa e desta vez fez com que olhasse para ela – olha para mim Mia.

- Eu estou bem Nicole, a sério – não lhe queria mentir mas ainda não estava preparada para falar. Dei-lhe um beijo na testa e quando me preparava para me levantar ela não deixou

- Mia, tu estás às quatro da manhã sentada no sofá a beber chocolate quente! Achas isso normal? Eu sei que posso andar um bocado distraída por causa do Zayn mas tu és a minha melhor amiga. Conheço-te como a palma da minha mão. Parece que já não confias em mim…

- Mas eu também não disse o contrário. – não gostava quando lhe escondia coisas – Claro que confio em ti, mas como tu disseste, o facto de gostares do Zayn distorce um pouco a realidade, vês amor em tudo o que é sitio. Nunca estive melhor do que agora, podes acreditar.

- Tu queres enganar quem? – sabia que se ela continuasse a insistir não conseguiria aguentar por muito mais tempo

- Não quero enganar ninguém… - disse com um enorme aperto no coração

- Se não queres contar não contes, mas não me mintas! Fogo Mia! Eu adoro-te, sempre tive aqui para o que precisaste e tu fizeste o mesmo por mim. Porque é que agora não confias em mim? Se é por causa do Zayn, eu não vou deixar de gostar de ti…

- Não tem nada a ver com o Zayn. Quero mesmo que sejas muito feliz com ele ou com outro rapaz que ames…

- Então o que se passa? – foi impossível guardar mais o que trazia guardado dentro de mim e aos poucos, aquela camada fina de água que se tinha aglomerado nos olhos rompeu e escorreram lentamente pela cara – Mia porque é que estás a chorar? – ela inclinou-se sobre mim e abraçou-me, estava mesmo a precisar daquele abraço. Era do que precisava para extrair tudo cá para fora. Não podia continuar a guardar tudo para dentro e descarreguei todas as minhas emoções no ombro da Nicole – Estás a fazer-me chorar Mia – ela apertava-me ainda mais contra ela á medida que o meu choro aumentava – por favor! Fala comigo… - afastei-me dela e limpei a cara com a ajuda das mãos – o que é que te está a deixar neste estado amor?

- Antes de ir embora para São Francisco tinha namorado lembraste? – perguntei lentamente

- Sim, perfeitamente…

- Bem, como te disse, não tive coragem de lhe contar pessoalmente e deixei-lhe uma carta que tu tentaste convencer-me a não o fazer. Mesmo assim fi-lo e nunca mais pensei que o fosse voltar a encontrar…

- Tu voltaste a vê-lo? – abanei afirmativamente com a cabeça – aonde? Quando é que foi? Eu conheço?

- Sim Nicole, tu conheces! – a expressão da Nicole mostrava a tentativa que ela fazia mentalmente para descobrir quem era.

- Quem é? Desembucha!

- É o Harry…

- Qual Harry? – naquele altura a minha cara devia dizer a resposta – o Harry? Harry Styles? Tu namoraste com ele? – apenas confirmei com um abanar de cabeça de novo – Não pode ser! É mesmo obra do destino…e o que ele disse quando te viu? Ainda gostas dele? Ele ainda gosta de ti? Como é que ele reagiu? – ela falava tão rapidamente que quase comia as palavras – Mas há a…

- …a Colbie! Eu sei – não conseguia evitar que voltar a chorar, era doloroso. Era tudo tão mais fácil se houvesse um interruptor para poder desligar as nossas emoções.

- Podes contar comigo sempre!   

- Eu sei… - deitei a minha cabeça no colo dela enquanto a Nicole mexia carinhosamente no meu cabelo – Eu sei Nicole…desculpa! – não sei quando tempo tive no colo dela daquela forma mas foi o tempo necessário para me acalmar

- E o que sentes? – perguntou ela depois de um longo silencio

- Nicole eu não consigo deixar de pensar nele vinte e quatro horas por dia desde que cheguei. A dor, a angústia, o sofrimento é tão grande que só me apetece arrancar o coração do peito e deita-lo porta fora. Quero tanto fechar os olhos e não voltar a sentir o mesmo. Quero acordar de manhã e não ser ele o primeiro pensamento, quero adormecer sem ser ele a última coisa em que penso. Não quero voltar a sonhar com ele, não quero que as recordações do passado passem constantemente pelos meus pensamentos. Não quero mais…

- E ele? – perguntou meia a medo.

- Não sei mas também não quero saber! Ele está com a Colbie e é assim que tem que ser. Com o tempo hei-de habituar-me e há muitos mais rapazes por este mundo fora… - ela apenas me abraçou, á certos momentos em que não são precisas palavras – obrigada! Nem sabes o quanto eu precisava de desabafar…

- Acredito amor. Mas que seja a última vez que me faças isto ouviste bem? Não quero que me escondas mais nada!

- Prometo Nicole! – levantamo-nos e fomos deitar-nos finalmente.


----

Espero que esteja bom!! 
Acho que saiu um pouco mais sentimental do que estava à espera...
Deixem as vossas opiniões sinceras. São vocês que me motivam a escrever todos os dias!
Obrigada

Dri


6 comentários:

  1. Quero mais! Quando é que vais postar o proximo? :D
    Filipa#

    ResponderEliminar
  2. ADOREI!!! beijo, continua e posta o mais rapido possivel:)

    ResponderEliminar
  3. Adoro ler a tua fanfic e fico sempre entusiasmada quando vejo que há um capítulo novo *-*

    ResponderEliminar
  4. Adoro!!! Quando escreves mais?

    ResponderEliminar

Deixa a tua marca xD